segunda-feira, 25 de abril de 2011

Campeão Paulista de 1977 - O fim do jeum

Quinta feira, 13 de outubro de 1977, data histórica para os corinthianos, Vinte e dois anos, oito meses e seis dias depois, o Sport Club Corinthians Paulista volta a conquistar o título de Campeão Paulista.

A equipe corintiana derrotou na final, após três partidas, a Ponte Preta, de Campinas, pelos placares de 1 a 0 para o Corinthians na primeira partida, 2 a 1 para a Ponte Preta na segunda partida e 1 a 0 para o Corinthians na terceira e última partida.

Na primeira partida da final o Corinthians vence a Ponte Preta por 1x0, com um gol "milagroso". No lance do gol, Palhinha foi na raça dividir com o goleiro Carlos, a bola rebateu no rostro do jogador do Corinthians, e foi parar no fundo do gol da Macaca.
  video
No segundo jogo, recorde de público no Morumbi que dura até hoje e jamais será batido, 146.083 torcedores que esperavam apenas uma vitoria simples  para conseguir levar a taça e quebra o maldito. 

Sem Palhinha, que teve uma contusão durante o primeiro jogo das finais, a equipe dirigida por Brandão não encontrava o caminho da rede da macaca, até que aos 43' do primeiro tempo o atacante substituto, Vaguinho, abriu o placar levando a fiel torcida que lotava o estádio ao delírio incontrolável.


Parecia que nada estragaria a festa, porém, a Ponte Preta tinha um grande time ( considerado pela a maioria como o favorito para aquela decisão ), reagiu e empatou com Dicá aos 67' e virou o jogo com Rui Rei, aos 78', fazendo do Morumbi o lugar mais silencioso do mundo . A festa corintiana tinha sido adiada para quinta-feira à noite.
video
Quinta feira, 13 de outubro de 1977, a torcida do Corinthians se fez presente novamente ao Morumbi 86.677 torcedores apaixonados esperando poder desabafar o grito de campeão entalado na garganta a mais de duas décadas.

Primeiro tempo, o Corinthians precisava apenas de um empate durante jogo normal e também na prorrogação, porém o Timão foi pra cima da Ponte. A festa do time de Parque São Jorge começou quando logo aos 16' minutos, o juiz Dulcídio Wanderley Boschillia expulsou  o atacante da Ponte Preta Rui Rei por reclamação.  Apesar de um jogador a mais o Corinthians não conseguia transpor a defesa ponte pretana e ainda sofria com os contra ataques perigosos da equipe campineira.

Segundo Tempo, Apesar de ficar com dez no campo, a macaca não se intimidou, e durante todo segundo tempo teve boas oportunidades, a mais perigosa foi desperdiçada por Dicá, que cabeceou sozinho de dentro da pequena área, para fora.


Assustado, o técnico Oswaldo Brandão, que dera ao clube o último estadual em 1954, manda o time para o ataque, o Corinthians começa a perder oportunidades incríveis, aos 36 minutos Zé Maria tenta fazer um cruzamento para a grande área, Ângelo zagueiro da Ponte Preta coloca a mão na bola, falta para o Corinthians bater, lado direito da grande área. 

Trinta e seis minutos e trinta e sete segundos ,Zé Maria bate a falta pela direita. Foram oito segundos intermináveis de um gol corintiano inesquecível , Basílio tentou raspar de cabeça  a bola  percorreu toda a pequena área , Vaguinho correu em direção da bola e de bico, chutou no travessão do goleiro Carlos, a bola bateu no chão e subiu, Wladimir de frente pro gol  pegou o rebote de e de cabeça mandou pro gol novamente, Oscar, zagueiro da Ponte, salvou novamente de cabeça em cima da linha do gol , a bola bateu no chão pela ultima vez e escolheu o pé de um anjo , um pé  direito abençoado, um pé iluminado. Anjo Basílio que de bate pronto estufou a rede. Goooooool.
Basílio - Corinthians Campeão Paulista de 1977

Festa no Morumbi mais ainda restavam 8 minutos, nervos a flor da pele, esquema tático, não havia mais, pouco antes de acabar, Oscar e Geraldão, que foi o artilheiro do campeonato com 24 gols, brigam e são expulsos.

Aos 46, Wanderley Boschillia pede a bola e encerra a partida, a torcida do Corinthians invade o campo, torcedores se abrasam, outros correm de um lado pro outro, alguns  atravessam o campo de joelhos, Oewaldo Brandão é carregado no colo como um herói e os gritos de “é campeão” toma conta da noite paulistana e invade a madrugada. O Sport Club Corinthians é campeão. novamente. Fim do sofrimento.


Inesquecível, dia 13 de outubro de 1977, vinte e duas horas e dez minutos. 
video 
Campanha do Campeonato paulista de 1977

Jogos 48
Vitórias 30
Empates 08
Derrotas 12
Gols Pró 73
Gols Contra 38

Nenhum comentário:

Postar um comentário