quarta-feira, 22 de junho de 2011

Campeão da Copa do Brasil de 2002

Jogando mal o Corinthians enfrentou na estréia o River do Piauí na primeira partida jogo, na casa do adversário, o Timão não conseguiu vencer por dois de diferença, o que eliminaria o jogo de volta, mas conseguiu a vitória por 2 a 1. Em São Paulo, o Timão foi superior e venceu por 2 a 0. Na 2ª fase, com um 6 a 2 contra o Americano do Rio, na casa dele, o Timão elimina o 2° jogo e vai para as oitavas enfrentar o Cruzeiro. 


A primeira partida, disputada no Morumbi, o Corinthians cedeu o empate em 2 a 2 ao Cruzeiro, depois de estar vencendo por 2 a 0. O Timão vai ao Mineirão sabendo que iria ser muito difícil a classificação. O primeiro tempo termina em 0 a 0 (resultado este que dava a classificação ao time mineiro). No segundo tempo, o Corinthians volta com raça. Aos 15 minutos, Fabrício acerta um belo chute a abre o placar. 


A porteira estava aberta. Aos 29 minutos, já estava 3 a 0 para o Timão. O Cruzeiro precisaria marcar 4 gols. E olha que quase consegue. Com duas bobeadas da zaga corintiana, o Cruzeiro esboça uma reação, mas era tarde demais. Placar final: 3 a 2 Timão. Nas quartas, o Corinthians enfrentou o Paraná. Com uma vitória por 3 a 1 dentro de casa, e derrota por apenas 1 a 0 no Paraná 0 o Corinthians conseguiu a classificação, num jogo pra lá de cardíaco. Mas o nervosismo maior ainda estava por vir na semifinal, onde o time enfrentaria o São Paulo. 


O primeiro jogo foi decisivo para a classificação. Com 2 gols de Deivid, o Timão venceu por 2 a 0 e poderia perder o segundo jogo por 1 gol de diferença. E foi o que aconteceu. O São Paulo abriu o placar aos 2 minutos do 2° tempo. Aos 15, Deivid marca e deixa tudo igual. Porém, 4 minutos depois o São Paulo marca outro e fica na frente. Corinthians ainda marcou um gol legítimo que foi anulado pelo juiz. Mas não faz mal. 


Com derrota por apenas 1 gol de diferença, o Corinthians vai à sua 3ª final de Copa do Brasil, contra um time desconhecido, porém perigoso: o Brasiliense, de Brasília (time do ex-senador cassado, Luis Estevão), de apenas dois anos de existência, mas muita história pra contar. Afinal, o time passou pelo Fluminense nas quartas e pelo Atlético Mineiro na semifinal, com direito a 3 a 0 no Mineirão.
video
No primeiro jogo, disputado no Morumbi no dia 8 de maio, o Corinthians entrou em campo com a responsabilidade de ganhar da “zebra” da competição. O jogo foi muito disputado e difícil e o 1° tempo terminou empatado em 0 a 0. Os torcedores já começaram a ficar impacientes. No segundo tempo, logo aos 8 minutos, Deivid abre o placar para o Timão. 


Mas não deu nem tempo de comemorar: 1 minutos depois, o Brasiliense empata, após uma bela jogada de Gil Baiano, que passou a bola entre as pernas de Vampeta e tocou para Maurício marcar. Esse resultado não seria nada bom para as pretensões corintianas. 


Sorte que aos 34 minutos, Gil, depois de dividir a bola com o zagueiro adversário, entra livre na área e toca para Deivid marcar seu 2° gol no jogo. O time de Brasília ainda teve um pênalti não marcado pelo juiz. Placar final: 2 a 1 para o Timão!
video
Três dias depois de se sagrar campeão do Torneio Rio-São Paulo, o Corinthians entra em campo no dia 15 de maio no estádio Serejão, em Taguatinga (DF), para conquistar mais um título. 


O empate dava ao título ao Timão, mas o time local começou com tudo para cima do Corinthians. O primeiro tempo parecia que ia terminar empatado, quando, aos 41 minutos, Fabrício perde a bola para o ataque do Brasiliense, que sofre falta em seguida. Wellington Dias bate e faz 1 a 0 para o time de Brasília, para delírio dos torcedores no estádio. 
Mas os torcedores do Timão, que não eram poucos, sabiam que o Corinthians voltaria para o segundo tempo diferente. Com cara de campeão. 


E, maia uma vez, não se enganaram. Jogando o futebol que sabe, o Corinthians voltou com tudo. Aos 19 minutos, Ricardinho toca pra Leandro, que cruza para Deivid, marcar o gol do título. Um minuto depois, Gil perde um gol incrível na cara do gol. 


O Brasiliense bem que tentou, mas não conseguiu marcar outro gol. Placar final: 1 a 1 e Corinthians Bicampeão da Copa do Brasil!
Deivid foi o artilheiro da competição, com 13 gols, um recorde na competição.


Campanha da Copa do Brasil de 2002
Jogos: 11
Vitórias: 7
Empates: 2
Derrotas: 2
Gols pró:: 24
Gols contras: 13

Um comentário:

  1. Queria saber o s nomes dos jogadores do poster de 2002. Se vcs saberem coloca ai por favor.

    ResponderExcluir